Feliz ...

Eu tinha que deixar aqui umas palavrinhas sobre isto...

Porque durante o último ano, este foi um espacinho meu, onde deixei muito de mim.
Porque daqui recebi muitas palavras bonitas.
Porque escrever liberta e aqui me tenho libertado.
Porque é especial para mim.

... eu tenho um desejo... que aqui fica...

... que sejamos capazes, de tudo, tudo aquilo por que lutamos. Que continuemos a perseguir sonhos, que não nos deixemos nunca de acreditar... e força, mesmo que por vezes a tenhamos que desenterrar da nossa alma.

Venha o 2010... assim...

Descobri..

O frio foi embora...

Foi para dentro de minha casa... cheguei a pensar abrir as janelas para aquecer um bocadinho...

Pois que declaro que...


Este ano... o meu espirito Natalicio está trocado!

O Pai Natal, por especial favor, veio mais cedo cá a casa... foi no Sábado à hora de almoço. Só nós os quatro... Todos tivemos uma prenda... mesmo "AQUELA" prenda que queríamos.


Quem mais importa no meu coração tem uma prenda especial, já pensada há uns meses, feita por nós, para que na Noite de Natal, possamos estar mesmo juntinhos...


É que ... vamos passar o Natal... ao Brasil... e eu estou tão feliz!!! Será que o Papai Noel usa calções e havaianas??? Quem consegue manter o espirito natalicio com esta imagem???


Então vai ser um Natal diferente e ... espero que inesquecível!


Estou mesmo tão feliz!


...

- Palhaço!
- Prostituta!

... continua amanhã In Assembleia da Repúlica Portuguesa, a não perder!

e eu ...


Anoiteceu e Lisboa encheu-se de nevoeiro. As luzes amarelas nas ruas enfeitadas de cores, envolvidas por uma névoa fria, fizeram-me parar e encher o peito de ar.
Senti que tudo aquilo me pertencia um bocadinho, libertei-me de alguns receios, afastei uma ou outra angústia, senti um bocadinho do Natal.
Um Natal cheio de memórias de tantos outros... se me lembro de um presente especial? Não! Lembro-me da minha mãe que trazia o pinheiro. A minha avó que se esmerava naqueles assados especiais, o avô que trazia o cabrito. Lembro os sons e a paixão com que os ouvia. Lembro os quilómetros que percorríamos para juntar a família. Lembro a alegria e a festa! Afinal é um Natal assim que quero... Sei que o tempo leva os brinquedos, estraga outros presentes, envelhece as nossas mãos mas não apaga a memória dos sorrisos, da alegria e da festa! Que saudades!
Agora tenho a maravilhosa responsabilidade de criar estas memórias nos meus filhos. Afastá-los o mais que puder desse Natal forçado e criar sonhos.

Trabalha-se tanto...


E tu... olha só onde tu andavas !!! E eu a jogar à bola....



Floriti


(ontem)
- Então e o teste de Inglês???
- Não sei, o professor não disse a data, deve ser um teste surpresa.
(hoje)
- Olha mãe, afinal já fizemos o teste de Inglês há uns tempos, eu é que achei que era só uma ficha, nem dei por nada...

Pirolito


Mãããe !!! Tenho uns pinóquios!!!
A fotografia a preto e branco tirada na escola está tão linda... Pirolito não entende e diz que aquela é para ele pintar!



Vou mesmo afastar-me... ai vou vou

Ouve lá... mas tu julgas-te o quê? Julgas que o mundo te DEVE?? Julgas-te merecedora de tudo...
Ouve lá... e não deves nada??? Existes só por ti e para ti??? Magoando o mundo inteiro continuas a achar que todos te devem???

Ouve lá, mas só me procuras quando precisas??? E eu ? Só existo porque te devo uma prenda de anos? Só existo quando me usas para magoar mais alguém. Juro-te que não te permito usar quem eu mais amo!

deves estar muito doente, deves estar muito cega. Desta vez exageraste tanto que não me coíbo de aqui, no MEU espacinho, despejar esta... esta dor, não, não é raiva é dor!.
porque é o que eu sinto quando estragas tudo, estragas momentos, estragas relações. Pudera eu afastar-me, afastar-me de alma e coração, não sentiria esta dor!

Tu, tu, tu e só tu... os outros são objectos a utilizar. Acho que estás doente porque acredito que a tal paz que não tens, vai chegar um dia. Espero que quando chegar não estejas sozinha.

Amo-te sabes, muito mesmo, mas estou cansada das tuas anormalidades, cansada que te julgues o centro de tudo.

Olha, essa listinha que tens, cheia de coisas a haver... preenche lá aquela coluna que está vazia, a do DEVER!

Cheia de ódios, cheia de invejas, cheia de raiva, franzes a boca mas olhas para baixo já reparaste, franzes a cara mas não me olhas nos olhos.

Se tu soubesses a figura que fazes quando despejas esse monte de raiva... mas digo-te que em cima de quem eu mais amo, não despejas mais! Sabes que com 10 aninhos, uma criança sente e vê tudo, mas não entende e eu estou farta de inventar desculpas.

Sabes o que me apetece dizer? Ela é má, invejosa, egoísta, só pensa em bens materiais, contabiliza tudo e não que saber de mais nada! Oh pá, ela que leve a bicicleta e a maquina fotográfica e vá sozinha para a Patagónia, viagem patrocinada pelo cromo que lhe deve isso só porque sim.

Magoas-me tanto que nem sequer falo contigo sobre isto... magoas-me tanto que até tenho vergonha de dizer o teu nome...

Cresce, acorda...cresce, cresce, cresce!

Talvez ainda consigas! Talvez não te afastes mais, talvez não fiques aí, sozinha. Não sentes porque não olhas para ti, pára lá um bocadinho e vê-te. Vê que te tornaste uma pessoa tão feia... Mas estás doente não estás? Vai passar não vai!

Vou jogar à bola com os miúdos... Claro que não queres vir... Isso não vale nada para ti neste momento.

A madeirinha do Brasil... essa sim vale muito.

Vai à merda!

Minha Flor


Um dia muito especial, que eu quero que passes feliz,rodeada de amigos, de quem te ama, de muitos sorrisos ... Vou ficar ali, juntinho a ti, com um orgulho imenso por seres minha filha.
Por seres uma pessoa maravilhosa!

Parabéns Florinha!

Gratidão

Não, não é necessário ver a fome do mundo, o sofrimento dos outros, os acidentes e o terror, para me sentir grata.

Gratidão resulta da forma como me encaro, como olho para mim e para a minha vida.

As minhas lutas, as minhas conquistas, o meu mundo.

Por isso...

Cortei o cabelo muito curtinho... porque não parava de cair poxas!
Apaixonei-me por umas botas e compreia-as!

... e sobre o Natal nem falo... não vão as invejas e demais pessoinhas tristes do mundo arranjar uma bonequinha e praticar algum voodoo.

Minha Flor vai fazer 10 anos e com a festinha que ela escolheu...

E eu estou feliz, e farta de lágrimas e choradeiras! E de queixas... tantas queixas... tantas coisinhas pequeninas.

Vou fotografar as minhas botas!!! Ai vou, vou! e pô-las aqui! Isto sim é gratidão... foram tão caras!!!