Estou a ser feliz!

Alheada?

Interessa?

Estou simplesmente a ser...
Pudera eu rodear-me de quem é. Alhear-me mais um bocadinho.

Vejo chinelos afundar na lama e saltos altos presos na calçada... alheio-me.
Vou plantando margaridas e cavando a terra para que o curso do rio desvie só por agora, enquanto puder plantar margaridas. Assim também vos alheio. Fico só atenta.
Insisto que venhas comigo.

Então sou feliz, agora, aqui. Fiz-me capaz de elevar as fasquias, como também as fixo algures num ponto do horizonte que me é mais favorável. Assim posso respirar, e ficar assim.

Por agora, quero só aprender mais qualquer coisa, assim valerá mais a pena!

5 comentários:

Karochinha disse...

E o que me fizeste sorrir com estas palavras.....fio feliz contigo!

Beijocas;)

O Guardião disse...

Nem sempre nos podemos alhear do que se passa ao nosso lado, mas se aprender-mos com o que vemos, vale a pena.
Cumps

Luz disse...

Inês,
Que bom esse sentir, estar a ser feliz, simplesmente poder ser. São tão poucos aqueles que são capazes de perceber o significado deste sentido do que é ser.

Gosto daqui, do sentir, do desabafo que é genuíno.

Bjo de Luz

Vaca na Lua disse...

O melhor é mesmo ser feliz...Belas palavras...

Bjito directamente da Lua

paula vicente artfactu disse...

Sentir: uma utopia, uma realidade, um desejo, um objectivo...
Magnifico, gostei imenso do que li por aqui.