Cobaia II


Fui falar com o Dr. House dos meus meninos...
- Como se chama o fármaco???
- Não sei!
- Qual o laboratório?
- Não sei!
.... Hummm...... espera aí!
- Estou? Cristina querida, olha lá, fala-me lá desse fármaco em estudo neste momento, são 400.... Ah!!
Pronto! Decisão tomada, vou entrar numa estatística de 400, chego a sentir-me importante. Depois da decisão tomada, sexta feira à tarde, nada como dois dias entupida com pensamentos, questões e dúvidas. Dói-me o cérebro de tanto pensar. Estou mais calma, mais confiante. Estou a acreditar que vai correr tudo pelo melhor, esforço-me por não pensar no cabelo. Esforço-me por lembrar-me que sou forte.
Parece que há aí um livro novo de nome "Fuck it", defende que devemos dizê-lo sempre que nos apetecer.... então olha...
Fuck it!!

4 comentários:

Teresa Queiroz disse...

não só dizer

mas deves GRITAR!!!


e boa sorte ...vai correr bem ...é o que se costuma dizer....:)

SmS disse...

:)

Deixa lá...o cabelo volta a crescer

Força e pensamento positivo

Anónimo disse...

Querida... o cabelo é um pequeno (mas lixado) pormenor... por menor!

Pensa que há quem perca pernas... olhos... braços... pensa que há quem perca vidas por cobardia, por medos desmedidos...

Olha, sabes... estupidamente gostaria de rapar o cabelo e fazer uma tatuagem na cabeça. Um ciclo vicioso, como a roda do zodiaco, mas com outros significados...

Tira partido das coisas más... Não deixes que isso te abale. Tens uma coragem de ferro. Eu não sei se seria capaz de ter um blogue a falar da minha doença...

Não sei se serei muito útil, mas tudo o que possa fazer faço. Sempre fiz... lamentavelmente sou dadora de tudo e mais alguma coisa e nunca me chamaram para nada.

Se precisares de mim acredita que estou aqui.

Quanto ao resto dos efeitos secundários... sei que o ser humano é impaciente em relação ao sofrimento, mas pensa sempre que o teu valerá de alguma coisa. Pelo menos valerá para que tenhas sempre a certeza de que fazes tudo ao teu alcance para alongares a tua vida, para melhorares a tua saúde, para acompanhares os teus...

Sabes pipoca, vim aki algumas vezes na esperança de ver a tua decisão. Estou muito orgulhosa com o que leio.

Sabes querida... acabamos sempre por achar que os nossos problemas são sempre os mais importantes e quando olhamos para o lado vemos isto: uma mulher cheia de garra, de coragem e com um problemão...

São bofetadas de luva branca. E o que eu quero é que me continues a esbofetear com essa garra, com essa coragem...

Quero aprender contigo.

Um abraço grande,

Isabel

Karochinha disse...

Pipoca, pareces uma mulher cheia de determinação e força, espero que além da estatística, o mais importante seja alcançado...tens todo o meu apoio...

Beijocas