Para a Matilde

Passaram os meses e tu, Matilde , continuaste sem fraquejar.
Se damos verdade abrimos uma porta para que outras verdades nos sejam oferecidas. Se nos despimos dos trajes conseguimos alcançar a nudez na alma de alguém. Nem sempre será tão simples, talvez nem sempre aconteça, valerá sempre essa aposta. Porque cá dentro se irá apagar um pouco de medo, porque nos sentiremos maiores.
Deste-me uma lição de vida que ainda nem consigo entender bem, mas chorei quando hoje me ligaste e me disseste que a TAC estava bem. Fico tão feliz!
Prometo o champagne, prometo arranjar todos os tipos de caranguejos que existam em Portugal para os aniquilar-mos.
Fico tão feliz... e tu sabes!

3 comentários:

milhita disse...

Parabéns Matilde! Parabéns Mana...
Acordei e recebi a nova com alegria.
Sei que sou meio estranha mas cada uma, à sua maneira, com guerras ganhas, perdidas ou vividas, erguemos a alma, crescemos e transpomos o que às vezes, parece impossivel.
Por favor, da-lhe um abraço meu!

Billie Holiday disse...

:) Beijos as duas

MARIINHA disse...

Li este e o post anterior. A Matilde é uma grande mulher. Uma lutadora. Desejo de todo o coração que ela tenha lutado e tenha vencido. Bem o merece. E é muito bom ter a acompanhá-la uma amiga como tu és.
Desejo tudo de bom para as duas. Que continuem a vossa amizade por muitos anos.
Um beijinho para ambas.